Menssagem de erro

  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Undefined variable: crumbs em blog_espm_breadcrumb() (linha 27 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/themes/blog_espm/template.php).

Pensar para além das fronteiras, para além das gerações

Autor: Simone Ávila
11 nov
3ª edição do Ciclo ESPM é encerrado na ESPM Sul. Fronteiras e Gerações foram os temas
Painel Brasil Gerações recebeu bom público na Fundação Iberê Camargo. Foto: Juliana Irala

3ª edição do Ciclo ESPM é encerrado na ESPM Sul. Fronteiras e Gerações foram os temas

Na ensolarada segunda-feira, dia 10 de outubro, foi a vez da capital gaúcha receber o III Ciclo ESPM: Brasil Múltiplas Identidades. O evento, organizado pelo Centro de Altos Estudos da ESPM (CAEPM), tem a proposta de discutir e pensar as identidades brasileiras de dentro para fora, fugindo dos estereótipos e dos rótulos, a partir de painéis capazes de ampliar a percepção que se tem do país.  A etapa gaúcha ocorreu na Fundação Iberê Camargo (aberta exclusivamente para os participantes). Na abertura do evento, o diretor do CAEPM, Ricardo Zagallo, reforçou a proposta do ciclo ocorrida nas demais unidades da Escola: “Este ciclo ocorre desde 2012, e nosso objetivo é oferecer subsídios para colaborar com a agenda estratégica do País e suas políticas públicas. Além disso, nossa intenção é fazer com que as pesquisas, estudos e ações da Escola ‘conversem’ com as questões em pauta no Brasil”, resumiu.

O diretor também destacou que o estudo das duas fronteiras — a geográfica e a linguística —e as dinâmicas de conflito e cooperação existentes em ambos aspectos não são de interesse dos países dominantes. “Este tipo de organização e mobilização não vai ao encontro de quem está no poder, e a máxima de que o País não dá certo, como muitos dizem, é porque não querem que ele dê certo, não é interessante que isso aconteça. E o caminho não será fácil para obtermos esta hegemonia”, avaliou.

Para a professora do curso de Relações Internacionais da ESPM-Sul e mediadora do primeiro painel Brasil Fronteiras, Ana Simão, o evento deve se convergir em um momento para promover a reflexão. “Esta etapa do ciclo já é uma marca para a ESPM Sul e reflete o compromisso da Escola em proporcionar debates para que juntos possamos pensar criticamente sobre a posição que o Brasil quer ocupar no mundo. É uma discussão de extrema importância considerando o dinamismo de uma sociedade em constante transformação e com maior envolvimento no contexto global”, explicou.

O debate inicial foi sobre o tema Cooperação e Conflito entre o Brasil e os países de fronteiras, e abordou as identidades latino-americana e lusófona como formas de presença do país no mundo. Com a participação do professor da Faculdades Integradas Rio Branco, em São Paulo (FRB-SP), Gunther Rudzit, a discussão enfatizou a importância de refletir sobre as fronteiras a partir de uma outra perspectiva, considerando que vivemos uma aceleração do processo de globalização, e ao mesmo tempo, nos deparamos com estas unidades. De acordo com Rudzit, se a expansão da projeção internacional do País indica que as fronteiras vão além dos espaços geográficos, um dos desafios é superar as fronteiras sociais, políticas e linguistas que distanciam, mais que aproximam os povos. “Vivemos essa dualidade, buscamos esse marco legal da soberania que separa e temos essa visão de integração que aproxima e gera o aprofundamento destas fronteiras globalizadas”, disse e complementou: “E aqui na Região Sul está dinâmica das fronteiras é fortemente marcada”. Gunther ainda frisou que existe uma busca por esta integração, mas não se aceita os problemas que ela apresenta. “Não é somente com a presença do exército e construindo muros que vamos solucionar questões como o narcotráfico, por exemplo”, destacou. Para o especialista é necessário saber qual o grau de capacidade que o governo tem de resolver essas questões e como lidar com a grande ilusão de que podemos controlar essas fronteiras. “Teremos que conviver com esses problemas, mas o grande desafio é como vamos dribla-los”, finalizou.

O segundo painelista, o professor do curso de Relações Internacionais da ESPM-Sul, Camilo Carneiro, que estuda o tema há dez anos, discorreu sobre o tema Brasil Fronteiras e a Integração Latino-Americana e apresentou um breve histórico das iniciativas de integração promovidas no país e suas dificuldades de implementação. O professor abordou desde os problemas de interação com o país vizinho, questões legais, econômicas e geográficas, até temas como o contrabando. Ele também considerou a importância da questão fronteiriça para o Rio Grande do Sul, envolvendo a temática de cidades-irmãs e promoveu uma discussão sobre a questão das fronteiras e trocas de experiências tanto positivas, quanto negativas. Entre os exemplos citou a BR 156 — a obra federal mais antiga — e a falta de infraestrutura para atravessar as fronteiras, como a ponte entre o Brasil e a Guiana Francesa que desde 2011 permanece fechada.

No período da tarde ocorreu o painel Brasil Gerações, que abordou o envelhecimento como mudança demográfica disruptiva mundial, especialmente marcante em países considerados até então “jovens” como o Brasil. O assunto foi enfocado por meio de pesquisas científicas realizadas por docentes da ESPM-SP e Sul e pela apresentação do trabalho dirigido ao público maduro realizado pelo SESC-SP e pelo projeto Itaú Viver Mais — apoiador do evento —que oferece atividades físicas e socioculturais em vários lugares do Brasil, de forma gratuita e não é necessário ser correntista para se inscrever. Na ocasião, foi lançado o segundo volume do livro Brasil Múltiplas Identidades, derivado da 2ª edição do evento, realizada em 2014. O conteúdo desta edição será convertido no terceiro volume do livro “Brasil Múltiplas Identidades”. Acompanhe as fotos do evento em Porto Alegre nas fotos de Juliana Irala e Lígia de Oliveira:

  • Compartilhe:

Quem Escreve?

imagem de Simone Ávila

Simone Ávila

é jornalista pela PUC do Rio Grande do Sul. Foi assessora de imprensa da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) e do Ministério Público do Trabalho/RS, este último durante três anos. Atualmente é assessora de imprensa da ESPM Sul e colaboradora de +ESPM.

Relacionados