Menssagem de erro

  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Undefined variable: crumbs em blog_espm_breadcrumb() (linha 27 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/themes/blog_espm/template.php).

Contos de Falhas

Autor: Maria Amélia Vargas
24 jun
ESPM-Sul recebe o evento Fail.Con. Cinco jovens empreendedores compartilharam histórias de fracassos em seus negócios
Debate descontraído teve bom público na capital gaúcha . Foto: Gian Carlos Panisson

O sucesso serve para inspirar, mas é o fracasso que ensina. Com esse argumento, a ESPM-Sul trouxe para Porto Alegre a edição brasileira da Fail.con – conferência mundial para empreendedores, investidores, desenvolvedores e designers estudarem as suas falhas e se prepararem para o sucesso. Em clima descontraído, cinco jovens empreendedores gaúchos compartilharam suas escorregadas nos negócios para uma plateia que lotou o Auditório B da Escola na noite de 2 de junho.

Na abertura, os organizadores do evento no país, Rafael Chanin e Flávio Steffens contaram um pouco das histórias de insucesso pelas quais passaram e alertaram para os pecados mais comuns cometidos por iniciantes neste ramo. Na ânsia de ver seu negócio dar certo, muitos novatos apostam em um perfeccionismo que não gera valor, baseiam-se em lógicas absurdas (hipóteses baseadas na emoção), acreditam tanto no seu projeto ao ponto abrir mão de um Plano B, desconhecem o mercado no qual pretendem se inserir e, principalmente, não ouvem o cliente.  “Quando eu e meus sócios criamos um site para ‘zoação’ de futebol, ficamos apaixonados por nossa própria ideia. Tínhamos um plano maravilhoso, mas quando lançamos não funcionou. Não entendíamos a razão, mas o fato é que nosso produto não resolveria problema nenhum do usuário. Esta era a falha principal”, reconheceu Chanin.

Steffens admitiu ter ficado tão abalado quando o seu criador de sites para a área de construção civil não conquistou nenhum cliente após um ano de muito trabalho e R$ 50 mil de investimento, que conseguiu implementar um singular plano “desmotivacional” em sua equipe: atrasava-se diariamente para o trabalho. “Sem contar que o escritório ficava na minha própria casa, era só descer as escadas. Mesmo assim, meus funcionários chegavam antes de mim”, lembra.

Na sequência, o CEO da Vakinha.com.br, Luiz Felipe Gehller, falou dos percalços pelos quais passou até o negócio engrenar. A ideia do presente colaborativo online era inovadora, mas justamente por isso não havia um norte no qual se espelhar. Sendo assim, Gehller e seu sócio precisaram reajustar o rumo e até mesmo voltar ao mercado de trabalho por um tempo para ter condições de seguir com o projeto, já que o lucro demorou a chegar. Nesse descaminho, um dos episódios mais traumáticos foi quando acabaram derrubando o site de uma grande livraria parceira deles.

“Não montar negócio com namorada” é o novo mantra do fundador da Cosmo e da FreeWalk POA, André Flores. Além dos problemas técnicos, precisou lidar com o impasse de não conseguir até hoje dar baixa no CNPJ da empresa atualmente inativa pelo fato de ter escolhido a sócia errada. “O namoro acabou. Hoje ela me odeia, o marido dela me odeia, o cachorro dela me odeia. Como, então, eu vou ligar e marcar um encontro para fecharmos a firma?”, indagou o empresário.

Por último, o fundador da Piggli.com e da S4Fans, Tiago Totti, relatou seus dissabores frente à startup na qual seria possível comprar presentes e dividir o pagamento com os amigos. Na prática, a empresa não deu o resultado esperado. Após alguns altos e baixos, abriu mão do projeto. Mas deixou um recado para os jovens espectadores: “Vocês vão fracassar em algum momento, mas que isso se faça com menos esforço e menos gasto. Que nossas experiências desastrosas contribuam para o êxito de vocês. Não existe um caminho para o sucesso, mas se pode eliminar muitas falhas”. 

  • Compartilhe:

Quem Escreve?

imagem de Maria Amélia Vargas

Maria Amélia Vargas

é formada em jornalismo pela PUC-RS em 1999 e mestranda em Ciências Sociais pela mesma universidade. Trabalhou como repórter e editora no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, de 1996 a 2014. Desde outubro de 2015, atua como executiva de atendimento na CDN-Sul.

Relacionados