Menssagem de erro

  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Trying to get property of non-object em espm_blog_banner_post_node_access() (linha 30 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/modules/custom/espm_blog_banner_post/espm_blog_banner_post.module).
  • Notice: Undefined variable: crumbs em blog_espm_breadcrumb() (linha 27 de /var/www/html/espm/portal/www/sites/blog/themes/blog_espm/template.php).

O histórico e o contemporâneo da eleição americana

Autor: Guy Almeida Jr.
11 mai
Cônsul-geral dos Estados Unidos e correspondente da Reuters trazem a eleição americana para a discussão na ESPM-SP
Da esquerda para a direita: Sérgio Faausto, Paulo Prada, Ricardo Zuniga e Marcelo Zorovich (professor de Relações Internacionais da ESPM-SP). Foto: Guy Almeida Jr.

A emergência do tema eleição presidencial americana no contexto atual serviu de mote para a realização do debate sobre O cenário político e eleitoral nos EUA, organizado pelo curso de Relações Internacionais em parceria com o Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC), na noite de 6 de abril. Na oportunidade, debataram o tema o cônsul-geral dos Estados Unidos em São Paulo, Ricardo Zuniga, e o jornalista e correspondente da agência Reuters, Paulo Prada. A mesa foi mediada pelo cientista político e superintendente executivo do iFHC, Sérgio Fausto.

Zuniga foi o primeiro a discursar e dedicou seu tempo de fala para explicar historicamente o processo eleitoral americano, até chegar ao contexto atual. “Para compreender o que está acontecendo é preciso compreender a formação dos Estados Unidos”, disse, apontando que para se ter um representante das então treze colônias, no momento da independência do país, era necessário um documento flexível para contrabalancear o interesse de todos em um sistema federalizado e não centralizado. Ele também justificou que o sistema eleitoral acompanhou a evolução da sociedade americana, citando, como exemplo, o sufrágio das mulheres, em 1920.

Após dar o preâmbulo com a história, Zuniga tocou em pontos considerados como chave para a compreensão do momento atual: o colégio eleitoral, os partidos, as eleições primárias, a mídia e o financiamento.

Para falar sobre o colégio eleitoral, por exemplo, o cônsul-geral citou que a formação do colégio se deu para a divisão da decisão na escolha presidencial entre o governo e os habitantes, pois: “Existia um medo muito grande que cada estado elegesse seu candidato e, assim, o estado com mais habitantes venceria. Da maneira que o processo eleitoral é, o candidato a presidente tem que ganhar em muitas partes do país para ganhar a eleição”, explicou. Segundo ele, em apenas quatro oportunidades, o candidato com menos votos do povo foi eleito. O caso mais notório ocorreu em 2000, com George W. Bush.

Sobre os partidos, Zuniga falou de suas formações no âmbito da formação da Constituição americana. Já sobre as primárias, em sua opinião, são o que realmente define a eleição. “O melhor para um partido é ter uma primária breve e compacta. Ter candidatos demais pode prejudicar o partido nas gerais”, comentou.

A mídia possui papel preponderante no contexto da eleição americana, e Zuniga fez questão de comparar os Estados Unidos ao Brasil, destacando: “A internet mudou totalmente o cenário. Apesar disso, a mídia tradicional ainda tem muita força”.

Por fim, o representante do consulado comentou sobre o polêmico tema financiamento de campanhas. Segundo ele, a questão nos Estados Unidos é a discussão entre financiamento público e privado: “A tendência agora é não aceitar dinheiro público, pois assim há um teto”, explicou e argumentou que a Suprema Corte, com base na liberdade de expressão, tirou o limite do financiamento privado.

Falando do contexto atual da eleição, Prada apontou algumas tendências. Para o jornalista, os partidos não acompanharam as reivindicações e necessidades de alguns setores da sociedade americana, e isso é perceptível nas prévias. Segundo o convidado, elas apontam que alguns candidatos mobilizam a raiva da sociedade, como é o caso de Donald Trump e Bernie Sanders. “As prévias têm sido malucas. Tem dois caras nos partidos que estão mudando o contexto, bagunçando o jogo”, declarou.

Ele fez uma breve retrospectiva dos últimos 40 anos de governo, nos quais houve uma relativa alternância de poder entre republicanos e democratas. Prada citou alguns aspectos históricos, como Reagan e o avanço da direita, a queda do muro de Berlim, a centralização da esquerda no governo Clinton, a Guerra do Golfo no governo Bush pai e o 11 de Setembro no Bush filho.

Sobre o atual governo, Barack Obama, Prada entende que há a formação de uma nova geração inserida em uma desigualdade social, fato que está agitando as prévias. Apesar disso, Prada ponderou: “Penso que, após as prévias, as campanhas vão ficar mais tranquilas”.

  • Compartilhe:

Quem Escreve?

imagem de guyalmeidajr

Guy Almeida Jr.

é jornalista e mestre em Comunicação e Práticas de Consumo, foi editor da revista e blog ESPM+ (entre 2008 e 2014). Atualmente é editor e co-criador do +ESPM.

Relacionados